Confira a lista de conselheiros tutelares eleitos em Bonfinópolis de Minas

394
eleicoes conselheiros tutelares
eleicoes conselheiros tutelares

Os moradores elegeram cinco conselheiros titulares e 12 suplentes. A nova equipe tomará posse em janeiro do ano que vem 

A eleição dos conselheiros tutelares ocorreu em todo o país, nesse domingo (6). Em Bonfinópolis de Minas, a votação foi localizada na Escola Municipal Dercílio Melgaço, em três salas de votação, com quatro mesários cada uma. Os moradores elegeram cinco conselheiros titulares, 12 candidatos foram classificados como suplentes. A nova equipe tomará posse em janeiro do ano que vem. Os novos conselheiros terão mandato de quatro anos, de 2020 a 2023.

WhatsApp Image 2019 10 08 at 09.11.49
Divulgação: Conselho Tutelar de Bonfinópolis de Minas

A Secretaria de Desenvolvimento Social e o Cmdca (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) são os responsáveis pela eleição, que acontece a cada quatro anos. Esse é o segundo processo de escolha unificada de integrantes de conselhos tutelares, o primeiro foi realizado em 2016, quando foi publicada no Diário Oficial da União a Resolução 170 do Conanda ,que determina entre outros pontos, a eleição nacional.

Processo eleitoral

A presidente do Cmdca de Bonfinópolis de Minas, Aleandra do Amaral comenta que o processo eleitoral dos conselheiros tutelares não teve ocorrências de denúncias de boca de urna, de transporte ilegal de eleitores, entre outros impedimentos dos candidatos. Além disso, a população teve uma participação expressiva. “Mais de mil e quatrocentas pessoas compareceram para votar”, disse. A apuração dos votos foi realizada no próprio local de votação, com a presença dos candidatos e fiscais. Todo o processo contou com a presença da Polícia Militar.

Atualmente, o Conselho Tutelar de Bonfinópolis de Minas é formado, apenas por mulheres, mas, Gabriel Brandão foi eleito para o próximo mandato. Elizânngela Francisco Teixeira foi a mais votada, com 515 votos. Os conselheiros tutelares recebem o salário mínimo e bonificações. Entre as atribuições do conselheiro tutelar, estão: visitas a escolas, atendimento a denúncias e procuras espontâneas, solicitando apoio e eventuais demandas encaminhadas pelo Ministério Público.

Reeleição ilimitada

A reeleição ilimitada dos membros do Conselho Tutelar dos municípios e do Distrito Federal foi aprovada por meio da criação da Lei 13.824 de maio de 2019 sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. O projeto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Antes da nova lei, o ECA permitia essa recondução ao mandato por apenas uma vez.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBrasileiros elegem domingo representantes de conselhos tutelares
Próximo artigoProjeto de apoio à fruticultura é encaminhado à Câmara de Bonfinópolis de Minas
Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas. Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida.