20.5 C
Brasília
domingo, julho 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Governo de Minas lança programa de capacitação que vai beneficiar 1,5 mil agricultores familiares

    Zema
    Dirceu Aurélio / Imprensa MG

    O Governo de Minas lançou, nesta quinta-feira (26/10), o Programa de Capacitações Temáticas em Apicultura, Agricultura Irrigada, Fruticultura e Queijo Artesanal. Com a iniciativa, serão beneficiados 1,5 mil agricultores familiares da área de atuação do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene).

    As capacitações contratadas via Idene para suporte aos pequenos produtores serão realizadas em 61 municípios, com serviços executados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O projeto também prevê a elaboração de seis cartilhas técnicas sobre os temas das capacitações.

    Dirceu Aurélio / Imprensa MG

    Para o governador de Minas, Romeu Zema, o Programa de Capacitações Temáticas fortalece a eficácia dos produtores rurais, o que contribui para a permanência desses trabalhadores em suas propriedades.

    “Acompanhar mais esse passo é muito gratificante. A produção local forte significa mais alimentos, mais alimentos saudáveis, mais empregos e mais desenvolvimento”, afirmou.

    “Na minha experiência no interior de Minas, já vi o quanto de riqueza se consegue produzir em cada hectare. Mas, para isso, é preciso conhecimento e técnica; mexer de qualquer jeito não vai funcionar. O agricultor que, às vezes, por não acreditar na técnica ou por tradicionalismo, acaba entrando em um círculo vicioso, com baixa produtividade e tendo que se desfazer da sua propriedade”, acrescentou Zema.

    O diretor-geral do Idene, Carlos Alexandre Gonçalves, reforçou, em seu pronunciamento, o importante papel do Governo do Estado, que, tem priorizado, a partir do trabalho do instituto, o desenvolvimento de ações de capacitação, criando oportunidades na geração de trabalho, emprego e renda, e também promovendo a melhoria da qualidade de vida dos mineiros.

    “Programas como o Minas Capacita Rural e o PAA-Leite irão, com certeza, estimular o desenvolvimento socioeconômico do Norte e Nordeste do estado, por meio da criação de oportunidades no setor agrícola”, pontuou o diretor-geral, que também enfatizou o apoio e a importância de recursos de emendas parlamentares – estaduais e federais – para ampliação das políticas públicas do governo nas regiões.

    Apoio a pequenos produtores

    Dirceu Aurélio / Imprensa MG

    O contrato assinado entre as duas instituições – Idene e Emater-MG – estabelece a promoção de oito encontros técnicos para treinamento dos profissionais da empresa pública que irão ministrar os cursos, além de cem capacitações presenciais para produtores rurais beneficiados pelo programa.

    O programa conta com recursos de R$ 1,2 milhão, provenientes de emenda parlamentar, com intermédio do Idene e do Ministério de Integração e Desenvolvimento Regional.

    A iniciativa reforça o apoio do Governo de Minas Gerais aos pequenos agricultores. Com 95% de cobertura do estado, a Emater-MG, contratada para realização dos treinamentos e cursos, dá suporte a mais de 350 mil produtores rurais em todo o estado. Em 2022, por exemplo, foram 2 milhões de atendimentos, em média, a agricultores familiares e seus respectivos negócios.

    “A agricultura é que proporciona o desenvolvimento social de Minas Gerais na área rural – e essa capacitação é muito importante porque os agricultores terão possibilidade de contratar mais pessoas, que vão se capacitar e aprender um ofício, e tirar assim as pessoas da vulnerabilidade do campo”, ressaltou a secretária de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Elizabeth Jucá.

    Na mesma linha, o diretor-presidente da Emater-MG, Otávio Maia, destacou a sucessão de progressos que virão com a capacitação. “Vamos levar o desenvolvimento para o campo e ajudar esses 1,5 mil agricultores a ter uma melhoria de renda e da qualidade de vida”, disse.

    Capacitação

    Os cursos e treinamentos serão realizados nas seguintes cidades:

    Açucena
    Águas Formosas
    Almenara
    Arinos
    Ataléia
    Bocaiúva
    Bonfinópolis de Minas
    Braúnas
    Capitão Enéas
    Chapada Gaúcha
    Cônego Marinho
    Coração de Jesus
    Coronel Murta
    Datas
    Diamantina
    Divisópolis
    Dom Bosco
    Felício dos Santos
    Gouveia
    Ibiracatu
    Indaiabira
    Itaipé
    Itaobim
    Itinga
    Jaíba
    Janaúba
    Jenipapo de Minas
    Jequitinhonha
    Joaíma
    José Gonçalves de Minas
    José Raydan
    Machacalis
    Minas Novas
    Monjolos
    Monte Azul
    Monte Formoso
    Montes Claros
    Nanuque
    Natalândia
    Novo Oriente de Minas
    Olhos-d’Água
    Padre Paraíso
    Palmópolis
    Pavão
    Pedra Azul
    Ponto Chique
    Ponto dos Volantes
    Porteirinha
    Poté
    Presidente Kubitschek
    Riachinho
    Santa Helena de Minas
    Santa Maria do Salto
    Santo Antônio do Jacinto
    São João da Ponte
    São João do Paraíso
    Serra Azul de Minas
    Serro
    Taiobeiras
    Uruana de Minas
    Virgem da Lapa.

    Cenário produtivo

    Em Minas Gerais, a apicultura – criação de abelhas para fins de produção de mel, própolis, entre outras derivações – é uma atividade predominantemente familiar. São 7,3 mil pequenos agricultores responsáveis por 80,7% da produção de mel e por 70,5% da produção de própolis no estado.

    A fruticultura também tem grande destaque nas pequenas propriedades mineiras. Segundo a Emater-MG, 61,7 mil agricultores familiares investem na atividade e são responsáveis por 35,2% da produção estadual. As maiores áreas plantadas com frutíferas em Minas Gerais são ocupadas por lavouras de banana, laranja, tangerina, abacate e manga.

    Pesquisa da Emater-MG também aponta que a produção de queijos artesanais conta com cerca de 8 mil agroindústrias familiares em Minas Gerais. O destaque é o Queijo Minas Artesanal, com mais de 3 mil agroindústrias.

     



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES