Novo sistema OuvidorSUS passa a funcionar na maioria dos estados

Inovações visam agilizar os processos de trabalho das ouvidorias do SUS

229
OuvidorSuS 696x520
Arte: divulgação
Publicidade

Há 10 dias em operação, a nova versão do OuvidorSUS já está em funcionamento em mais de 1.000 localidades de 25 estados brasileiros. A adesão é gradativa, de acordo com a realidade tecnológica de cada região. O sistema apresenta novas funcionalidades para o aprimoramento dos processos de trabalho das ouvidorias do SUS; torna mais ágil, eficiente e seguro o atendimento à população; e moderniza e amplia as ferramentas de trabalho dos servidores e dos técnicos que compõem as redes de Ouvidorias.

Para a ouvidora substituta, Aíla Vanessa de Oliveira Sousa, o novo sistema representa avanço ímpar. “O novo OuvidorSUS está plenamente sintonizado com as diretrizes de gestão transparente e democrática, onde as solicitações dos cidadãos brasileiros, além de ouvidas e respondidas, são transformadas em um mecanismo capaz de resultar em melhorias do serviço público. É um passo significativo para atender usuários do sistema de saúde pública de forma ágil, eficiente, transparente e cada vez mais inclusiva”, destacou.

Inovações do OuvidorSUS

Livre Tramitação de Manifestações: agora, é possível realizar a livre tramitação de manifestações entre ouvidorias, simplificando o processo de registro, tratamento, encaminhamento e resposta às manifestações;

Tipificação Aprimorada: uma nova estrutura de tipificação foi incorporada, permitindo que as ouvidorias incluam suas próprias TAGS para classificar manifestações de forma mais personalizada e precisa;

Disseminação de Informações: para promover uma comunicação eficaz com o cidadão, a nova versão permite o envio de artigos em saúde, ampliando a disseminação de informações relevantes e o combate às fake News;

Controle de Prazo: de acordo com a Lei nº 13.460/17, foi incluído um controle de prazo rigoroso, com a possibilidade de prorrogação da manifestação, a fim de garantir que os processos sejam tratados dentro dos prazos legais;

Layout Responsivo: o novo sistema tem um layout responsivo, proporcionando uma experiência de uso otimizada em dispositivos móveis;

Padrão eMAG: a partir do Padrão eMAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico), o OuvidorSUS promove a inclusão e é acessível a todas as pessoas;
Integração com a plataforma Fala.BR: maior eficiência no processo de tratamento das manifestações direcionadas ao Ministério da Saúde e economia de recursos, a partir do compartilhamento de infraestrutura, conhecimento e melhores práticas pelas ouvidorias e pelos órgãos governamentais.

FONTEMinistério da Saúde
Artigo anteriorBlack Friday: fique atento às orientações do Procon-MG para não cair em armadilhas e golpes
Próximo artigoPrograma de benefícios para bons motoristas cadastra parceiros
Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas. Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida.