20.5 C
Brasília
quarta-feira, maio 22, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Governo de Minas reforça importância do cadastro para receber alertas da Defesa Civil no celular

    Gratuito, enviado diretamente para o celular e sem necessidade de internet, o sistema de alertas da Defesa Civil é uma ferramenta eficaz para informar a população sobre mudanças repentinas do tempo, seja em uma onda de calor, como a registrada em Minas Gerais e outras partes do país na última semana, ou riscos de enchentes e alagamentos no período chuvoso.

    No estado, 1,2 milhão de pessoas estão cadastradas no serviço e já recebem os alertas, porém a cobertura pode ser ainda maior. Pensando nisso, o Governo de Minas, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), está à frente da campanha Cadastre Aí, que tem como objetivo incentivar os mineiros a se inscreverem no sistema.

    “Os alertas da Defesa Civil abrangem todo tipo de situação, desde ondas de calor intensas até períodos chuvosos. Enquanto focamos na atual onda de calor, é crucial lembrar que sua importância se estende a todas as condições climáticas, sempre buscando garantir a segurança e a preparação para qualquer adversidade”, reforça a tenente Nathalia de Freitas Monteiro, assessora de Comunicação do Gabinete Militar do Governador e Coordenadoria Estadual de Defesa Civil.

    Para começar a receber os avisos, basta enviar uma mensagem de texto (SMS) com o CEP do local desejado para o número 40199. É uma ação simples que pode fazer toda a diferença na segurança e preparo da população diante de eventos climáticos adversos.

    Como os alertas chegam ao seu celular

    O tenente Douglas Constantino Fernandes, diretor de Respostas a Desastres da Cedec, explica que o monitoramento junto à equipe do plantão da Defesa Civil, que trabalha 24 horas por dia para garantir que todos os alertas cheguem no tempo certo à população de determinada cidade.

    Trata-se de um trabalho em conjunto, em que a Defesa Civil estabelece uma parceria com os órgãos responsáveis por realizarem o monitoramento meteorológico, como Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais/Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Simge/Igam) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    “Os plantonistas recebem destas agências os devidos alertas, avisos e previsões relativos ao tempo e ao clima, e também a possibilidade de ocorrência de eventos naturais adversos. A partir disso, os alertas são disparados pela plataforma de Interface de Divulgação de Alertas Públicos (Idap), do Governo Federal. As informações são repassadas às 18 regionais de Defesa Civil, para que elas também possam se preparar com antecedência”, detalha o militar.

    Dentre os tipos de alertas que podem ser enviados pelo sistema, estão incluídos avisos sobre tempestades, áreas sujeitas a alagamento, risco geológico, baixa umidade do ar, onda de calor, entre outros fenômenos meteorológicos que possam representar perigo para os mineiros.

    O tenente Constantino ainda destaca a importância de a população se inscrever no sistema. “Prevenir é sempre muito importante para todos. As pessoas que recebem os alertas da Defesa Civil têm informações importantes e precisas sobre mudanças climáticas, e assim podem se preparar com mais antecedência”, destaca.

    Cadastre Aí

    A campanha começou em 18/9, com uma blitz educativa na Avenida Tereza Cristina, na região Oeste de Belo Horizonte. No dia 22 do mesmo mês, integrantes da Defesa Civil Estadual abordaram servidores da Cidade Administrativa para ensiná-los a receber os alertas pelo celular.

    Além disso, durante o Seminário de Preparação para o Período Chuvoso 2023/2024, realizado em outubro na capital, os coordenadores municipais de Proteção e Defesa Civil presentes no evento receberam panfletos para realizarem ações de divulgação em suas respectivas cidades.

    A campanha também continua no Instagram da Defesa Civil Estadual (@defesacivil_mg) onde, além de receber alertas meteorológicos que envolvem todo o estado, os seguidores também têm acesso a dicas de segurança para temas específicos, como alagamentos, deslizamentos de terra, vendavais e raios.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES