20.5 C
Brasília
segunda-feira, junho 17, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Produção de derivados do leite se fortalece em Bonfinópolis de Minas

    A dona de casa Maria Brandão tornou-se empreendedora. Maria está fazendo da pequena produção de leite um negócio lucrativo. Os doces, queijos e requeijão caíram no gosto dos moradores de Bonfinópolis de Minas. A motivação para a nova empreitada surgiu durante o curso de Derivados do Leite do Sistema FAEMG.

    Maria e o esposo têm uma pequena propriedade a menos de 20 quilômetros da cidade, onde produzem cerca de 150 litros de leite por dia. Eles vendiam o queijo tradicional para queijeiros do município, mas o negócio deixou de compensar. “A gente vendia por R$18 o quilo, mas depois caiu para R$10. Não estava dando para manter”.

    O curso veio na hora certa. Maria soube da oportunidade pela Central das Associações da Agricultura Familiar de Bonfinópolis de Minas (CAAFBOM), parceira do Sistema FAEMG. “Não tenho palavras para expressar o quanto foi importante para mim. Além de ter aprendido a fazer de tudo, enxerguei a oportunidade de negócio”, disse a produtora.

    Maria é a mais nova feirante de Bonfinópolis de Minas. Todos os sábados, ela vende doce de leite, queijo trança e requeijão. Em pouco tempo, já conquistou vários clientes. “O pessoal está gostando muito do que faço e está sendo um negócio lucrativo. Pretendo em breve montar um empório. Já até dei um nome, vai se chamar ‘Sabor do Sertão’. Agradeço muito ao Sistema FAEMG e a CAAFBOM pela oportunidade”.

    Ex-aluna faz sucesso com doces, queijos e requeijão

    Trabalho gratificante

    Para os atores do Sistema FAEMG e entidades parceiras, no caso, a CAAFBOM, fica o sentimento de dever cumprido. “É muito gratificante saber que os alunos estão se dando bem, aproveitando os ensinamentos dos cursos e agregando valor à vida de toda a família”, disse o instrutor do curso de Derivados do Leite, Ariel Furtado.

    “Fico muito feliz ao ver a evolução de ex-alunos. Os cursos do Sistema FAEMG estão fazendo a diferença em toda a cadeia produtiva do leite em Bonfinópolis. Com o aumento da produção, os produtores estão processando o leite e agregando mais valor ao negócio. Essa parceria é fundamental para nós”, destacou a presidente e mobilizadora da CAAFBOM, Rita dos Santos.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES