20.5 C
Brasília
quarta-feira, maio 22, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Vacina Mais Minas: mais de 450 municípios promovem Dia D para ampliar cobertura vacinal

    A vacinação no Brasil já foi motivo de orgulho nacional. Referência mundial, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) desenvolveu expertise em logística e operacionalização da vacinação em todo o território brasileiro, de dimensões continentais. Nos últimos anos, a cobertura vacinal vem preocupando especialistas, pois as metas de vacinação nem sempre têm sido alcançadas. A situação acende o alerta, pois doenças contagiosas que foram erradicadas ou controladas no país podem voltar a dar as caras. Mas no que depender do Governo de Minas, esse cenário irá mudar e a imunização no Brasil será motivo de alegria novamente.

    Saúde na Escola, saúde na sociedade

    Uma das estratégias para mudar esse cenário, é a estratégia Vacina Mais Minas da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) – que tem o objetivo de sensibilizar a população para a importância de manter em dia o cartão de vacinação, atingindo as coberturas vacinais recomendadas pelas autoridades em Saúde. Um reforço importante para mobilizar a comunidade escolar é lançar mão do Programa Saúde na Escola, que por meio de ações intersetoriais das Secretarias de Saúde e Secretarias de Educação, estão promovendo ações de mobilização no ambiente escolar entre os dias 8 e 12/4.

    As ações que serão promovidas têm foco em ações educacionais voltadas para a abordagem da importância e da segurança da vacinação, ações de verificação da situação vacinal e a atualização da Caderneta de Vacinação, seja através de orientação aos pais para que procurem a UBS mais próxima de sua residência ou realizando a vacinação no próprio ambiente escolar de acordo com Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde.

    Segundo Camila Helen, superintendente de Atenção Primária à Saúde da SES-MG, “as ações de mobilização social visam alcançar o aumento de cobertura vacinal em todo o território mineiro e para isso é necessária uma forte articulação entre as secretarias municipais de Saúde e Educação”.

    Camila ressalta que o Programa Saúde na Escola é uma estratégia consolidada e importante para levar a temática Saúde para dentro do ambiente escolar. “Contamos com essa estratégia de mobilização do dia 8 ao dia 13, tendo como o Dia D o sábado, dia 13 de abril, com objetivo de alcançarmos um aumento de cobertura em todo o território de Minas Gerais”, conclui a superintendente. Mais de 1800 escolas – estaduais, municipais e particulares – estão engajadas no esforço de ampliar as coberturas vacinais em Minas.

    Dia D de Vacinação, vacina mais perto da comunidade

    Para o Dia D de imunização da estratégia Vacina Mais Minas, a expectativa é que mais de 450 cidades em Minas estejam com as Unidades de Saúde abertas no sábado (13/4) ou realizem ações de vacinação em locais de grande circulação de pessoas para atualizar os cartões de vacinação da população.

    A supervisão do Dia D e das ações de mobilização nas escolas são das 28 unidades regionais de Saúde. É o caso da região Sul de Minas, onde a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Varginha vem coordenando a mobilização de 50 municípios e quase 170 escolas.

    Além das diversas ações de mobilização, a SRS está trabalhando de forma alinhada com outros órgãos e entidades. “Estamos atuando de forma intersetorial, contando com a participação integrada das vigilâncias, sobretudo a epidemiológica, junto com a atenção à saúde, em conjunto com a referência do Programa Saúde na Escola”, relata Luiz Paulo Riceputi Alcântara, superintendente da SRS Varginha.

    “Temos buscado parcerias com outros órgãos estaduais e municipais, como a Superintendência Regional de Ensino, secretarias municipais de Saúde e a secretarias municipais de Educação”, completa o superintendente.

    Para reforçar a mobilização local, a SES-MG disponibiliza o material de comunicação para ser utilizado nas ações de divulgação da estratégia Vacina Mais Minas. São peças que podem ser editadas conforme informações das escolas e dos municípios. Nas escolas, o material pode ser trabalhado para incentivar os pais e responsáveis a vacinarem as crianças e adolescentes.

    O material está disponível neste link.

    Vacinas salvam vidas – atitude coletiva

    Quem se vacina, além da proteção individual contra a doença para a qual se vacinou, também não transmite a doença a outras pessoas. Assim, quanto mais pessoas vacinadas em um bairro ou cidade, por exemplo, menos chances a doença tem de se propagar entre a população. É uma proteção individual e coletiva. Algumas doenças como poliomielite, difteria, sarampo e outras, ainda existem. Mas só estão sob controle porque a comunidade se protege por meio da vacinação coletiva. Porém, essa proteção está em risco com os números cada vez menores de cobertura vacinal – por isso a estratégia da SES-MG – de ampliar a vacinação por meio de ações de sensibilização e vacinação extramuros – é tão importante. Durante a ação Vacina Mais, Minas, todas as vacinas oferecidas gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde), tanto as de rotina (disponíveis o ano todo) como as de campanha (oferecidas em períodos específicos de acordo com as sazonalidades de cada doença) serão oferecidas a toda população.

    São elas:

    1. BCG
    2. Hepatite B
    3. Penta
    4. Pólio inativada
    5. Pólio oral
    6. Rotavírus
    7. Pneumo 10
    8. Meningo C
    9. Febre amarela
    10. Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)
    11. Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e
    varicela)
    12. DTP
    13. Hepatite A
    14. Varicela
    15. Difteria e tétano adulto (dT)
    16. Meningocócica ACWY
    17. HPV quadrivalente
    18. dTpa
    19. Influenza (ofertada durante Campanha anual)
    20. Pneumocócica 23-valente (Pneumo 23)

    Para saber mais sobre as vacinas oferecidas no PNI e o calendário rotineiro de vacinação, acesse o site www.saude.mg.gov.br/vacinamaisminas

    Investimento na vacinação extramuros e Vacimóvel

    O esforço do Governo de Minas para ampliar o alcance da vacinação e aumentar as coberturas vacinais no estado, se traduz em uma política pioneira no Brasil, com um dos maiores investimentos feitos por um Estado nessa área – cerca de R$ 265 milhões investidos em vacinação em Minas Gerais.

    Dentro da estratégia de vacinação extramuros, as cidades mineiras estão recebendo incentivos do Estado para a aquisição dos Vacimóveis, uma van adaptada para que seja um pequeno centro de vacinação itinerante, equipada com refrigeração, pia para higienização, cadeiras e mesas, além de armários e com toda estrutura adequada para que as equipes de vacinação realizem seu trabalho com eficiência e segurança.

    Com o Vacimóvel, os municípios podem levar as vacinas “onde o povo está”, reforçando uma das principais diretrizes da SES-MG nesta gestão, que é levar a saúde mais perto do cidadão.

    Para a aquisição dos veículos adaptados, o incentivo financeiro total da SES-MG supera os R$ 100 milhões. De acordo com o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, todos os municípios acima de 50 mil habitantes receberam recurso para ter seu próprio Vacimóvel, e os demais serão contemplados por meio dos consórcios de saúde, que também receberão recurso para compra, num total de 253 veículos.

    “Temos a convicção que a vacinação extramuros é fundamental para ampliarmos a cobertura vacinal em todo o estado. Além da ação de rotina nos postos de saúde, nossa estratégia é levar a vacina para perto das pessoas, nas praças, rodoviárias e onde realmente a população circula”, destacou.

    Para o subsecretário de Vigilância em Saúde da SES-MG, Eduardo Campos Prosdocimi, a estratégia permite “ampliar o alcance das equipes de vacinação, ao implementar ações extramuros e itinerantes, o que permite que aquela parcela da população que, por qualquer motivo, não pode se deslocar aos centros tradicionais de vacinação, possam receber sua dose de imunizante”, disse o subsecretário.

    Outra novidade é o investimento de mais de R$ 165 milhões para premiar os municípios que melhorarem a sua cobertura vacinal. A ideia é incentivar que os municípios alcancem os índices de vacinação recomendados pelas autoridades de saúde.

    Alcançando resultados

    Os esforços da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES – MG), para aumentar as coberturas vacinais vêm dando resultados. “No último ano de 2023 e também 2022, temos um cenário da vacinação no estado que vem apresentando melhoria significativa nos índices de vacinação”, afirma Eduardo Prosdócimi, subsecretário de Vigilância em Saúde da SES-MG.

    Segundo o secretário, no período pré-pandemia até o início da pandemia, Minas vinha registrando quedas nos índices vacinais. Com as diversas ações da SES-MG que buscam o aumento das coberturas vacinais, os índices vêm apresentando melhoras significativas. Segundo Prosdócimi, “isso se dá graças ao grande objetivo que a SES-MG tem de aumentar os índices de vacinação”. Para o subsecretário, o projeto estratégico Vacina Mais Minas é “um projeto inovador que faz grandes investimentos no aumento da cobertura vacinal em Minas. “Somente no ano passado, foram mais de R$ 265 milhões investidos”, finaliza Eduardo.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES