20.5 C
Brasília
quinta-feira, maio 23, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Escola Técnica do Paranoá atenderá mais de 2 mil alunos

    A Escola Técnica do Paranoá está prestes a entrar na rotina dos moradores da região. A obra, que possui um investimento de R$12,3 milhões, está na etapa final de acabamento e terá capacidade para atender aproximadamente 2,4 mil alunos. Os estudantes terão acesso aos cursos de técnico em desenho de construção civil e em edificações, bem como em serviços públicos e privados.

    De acordo com o subsecretário de Infraestrutura Escolar da Secretaria de Educação, Leonardo Balduino, a Escola Técnica do Paranoá é uma realização dos anseios da comunidade na busca de especialização profissional.

    “Com o novo espaço, os estudantes conseguirão ter acesso à educação, direito preconizado na Constituição, preparando-se para exercerem a cidadania e terem qualificação para o trabalho. A nova Escola Técnica está próxima à residência de muitos alunos, que não vão mais precisar gastar muito tempo com deslocamento”, afirma.

    Balduino acrescenta que a instituição vai beneficiar os estudantes, que poderão ingressar em um curso técnico com o objetivo de explorar mais habilidades e aprimorar mais conhecimentos.

    A construção está sendo realizada na Quadra 1, Conjunto A, na Área Especial 1 do Paranoá, ao lado do Estádio JK Paranoá. A obra está na etapa de acabamentos, concluindo a urbanização e a área externa. Ainda estão faltando as ligações definitivas de energia, água, esgoto e água pluvial. As equipes vão iniciar a pintura das fachadas na próxima semana.

    Expectativa

    O estudante Moisés Silva Freire, 14 anos, mora ao lado de onde ocorrem as obras de construção da Escola Técnica do Paranoá. De acordo com ele, a estrutura traz novas expectativas para uma possível profissionalização no futuro. “Quando eu chegar à minha maioridade, pretendo, sim, utilizar a escola técnica. E também será bom para tirar as pessoas que ficam na rua fazendo coisa errada. Essa é mais uma oportunidade para que tenham uma oportunidade melhor”, defendeu.

    Já o vigilante Fernando Aires, 31, reforçou a necessidade de facilitar o acesso a educação para reduzir a criminalidade na região. “É uma boa saber que tem uma escola técnica aqui perto porque abre oportunidades, principalmente para os jovens que ficam nas ruas”, pontuou.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES