20.5 C
Brasília
sexta-feira, junho 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Afastado do cargo, Ibaneis Rocha divulga nota e diz: “Fé nas instituições democráticas”

    Após ser afastado do cargo de governador do Distrito Federal, por 90 dias, Ibaneis Rocha (MDB), disse que respeita a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

    Em suas redes sociais, Ibaneis divulgou nota, na tarde desta segunda-feira (9/1), e disse que reitera a “fé na Justiça e nas instituições democráticas”. “Vamos aguardar com serenidade a decisão sobre as responsabilidades nos lamentáveis fatos que ocorreram em nossa capital”, afirmou.

    Ibaneis reafirmou que agiu “com rigor de forma a proteger não apenas o patrimônio, mas a honra do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, como na tentativa de invasão de maio de 2020, quando várias pessoas foram presas”.

    O governador afastado afirmou confiar que a apuração das responsabilidades sobre os atos terroristas ocorridos no dia 8 de janeiro, com invasão do Congresso, STF e Palácio do Planalto, vai esclarecer o papel de cada um dos agentes públicos. Ele acrescentou que as apurações vão provar que houve “inteira disposição” do GDF para evitar todo e qualquer ato que atentasse contra o patrimônio da capital, “jamais esperando que a situação atingisse o ponto a que, infelizmente, assistimos”.

    “Além do mais, veemente repudio às cenas de barbarismo amplamente divulgadas. Necessário se faz buscar, sim, a responsabilidade de toda a rede que possa existir de financiamento de atos antidemocráticos, por óbvio, o devido processo legal”.

    Leia a nota na íntegra:

    “Diante do grave episódio de invasão das sedes dos três poderes da República neste domingo e das providências já adotadas pelo Executivo Federal e Judiciário, venho a público reafirmar e minha inabalável defesa e crença nas instituições, no Estado de Direito Democrático, na observância das leis e da Constituição, princípios que forjaram a minha carreira de advogado e homem público.

    Confio que ao curso da apuração de responsabilidades será devidamente esclarecido o papel de cada um dos agentes públicos, bem como a inteira disposição do Governo do Distrito Federal no sentido de evitar todo e qualquer ato que atentasse contra o patrimônio público de nossa Capital, jamais esperando que a situação atingisse o ponto a que, infelizmente, assistimos.

    Além do mais veemente repúdio às cenas de barbarismo amplamente divulgadas, necessário se faz buscar, sim, a responsabilização de toda a rede que possa existir de financiamento de atos antidemocráticos, observando-se, por óbvio, o devido processo legal.

    Reitero a minha inteira solidariedade aos presidentes e integrantes dos Poderes constituídos, na certeza de que sairá a democracia fortalecida perante aos olhos do mundo, do povo do Distrito Federal e de todo o Brasil.

    Em outros momentos graves, agi com rigor de forma a proteger não apenas o patrimônio, mas a honra do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, como na tentativa de invasão de maio de 2020, quando várias pessoas foram presas.

    Respeito a decisão do Ministro Alexandre de Moraes, mas reitero minha fé na Justiça e nas instituições democráticas. Vou aguardar com serenidade a decisão sobre as responsabilidades nos lamentáveis fatos que ocorreram em nossa capital.”



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES