20.5 C
Brasília
sexta-feira, junho 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Defesa Civil alerta para a possibilidade de chuvas fortes até a próxima segunda-feira (9/1) no Noroeste Mineiro

    A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG) reconheceu, nesta quarta-feira (4/1), mais quatro cidades em situação de emergência causada pelas fortes chuvas que afetam o estado. Agora, são 124 municípios. Aricanduva, Itaobim e Palmópolis, no Vale do Jequitinhonha, e Nova Era, na região Central, entraram na lista nesta quarta-feira.

    Desde o início do período chuvoso, em 21 de setembro do ano passado, a Defesa Civil registrou 14 mortes. Já o número de desabrigados se manteve em 1.604 na comparação com o boletim anterior. Os desalojados também continuam em 7.463.

    Para ajudar os necessitados, a Defesa Civil já distribuiu 4.195 cestas básicas, 1.071 colchões, 1.159 kits dormitório, 1.996 kits higiene e 3.798 itens como água mineral, água sanitária, álcool, lonas e fraldas.

    Alerta

    A Defesa Civil alerta a população para a possibilidade de chuvas fortes até a próxima segunda-feira (9/1) nas áreas a Centro-Sul e Oeste de Minas Gerais, com um volume pluviométrico acima de 100 milímetros. Os maiores volumes são esperados para as regiões Sul, Campo das Vertentes, Zona da Mata, Triângulo Mineiro, Noroeste, metropolitana de Belo Horizonte e Central.

    A Defesa Civil pede que a população fique atenta a sinais que antecedem deslizamentos de terra como rachaduras nas paredes, portas e janelas emperradas, árvores e postes inclinados.

    Para receber os alertas meteorológicos da Defesa Civil, basta se cadastrar enviando uma mensagem de texto (SMS), com o CEP, para o número 40199.

    Investimento

    O Governo do Estado fez, em 2022, o maior investimento em Defesa Civil da história de Minas Gerais.

    Foram adquiridos e distribuídos 497 kits, que custam R$ 163,4 mil cada, contendo uma viatura 4×4, um notebook, uma trena digital e coletes reflexivos. A ação busca estruturar os municípios e garantir melhor atendimento em situações de emergência, como inundações e outras situações adversas.

    O investimento é fruto do Acordo Judicial, assinado em abril de 2020, que busca reparar danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A., em Brumadinho. A tragédia tirou a vida de 272 pessoas e gerou impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o estado de Minas Gerais.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES