20.5 C
Brasília
sexta-feira, junho 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Projeto da Copasa beneficia instituições filantrópicas de municípios mineiros

    Com o objetivo de auxiliar instituições filantrópicas nos cuidados com a população infanto-juvenil em situação de vulnerabilidade social, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) repassará, no início de 2023, R$ 35.624,17 aos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) dos municípios de Araxá, Frutal, Paracatu e Patos de Minas.

    O montante foi arrecadado junto aos empregados da Unidade de Negócio Oeste (Unoe) por meio da campanha institucional “Confia em 6%”, promovida anualmente entre os meses de outubro e novembro, e que incentiva os empregados a destinarem parte do seu imposto de renda às instituições filantrópicas. A estimativa é que aproximadamente 10 mil pessoas nas referidas cidades sejam beneficiadas.

    “Mais uma vez foi demonstrado o espírito empático dos copasianos. Mesmo com a saída de vários empregados pelo plano de desligamento voluntário incentivado, conseguimos superar o valor arrecadado em 2021”, ressaltou Fernando Correa, supervisor socioambiental da Copasa no âmbito da Unoe.

    A presidente do CMDCA de Patos de Minas, Elizete Mundim, também considera positiva a atitude solidária. Por meio de ofício, ela agradeceu à empresa. “É uma importante contribuição ao FIA – Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. A empresa é uma das que contribuem com o fundo desde os primórdios, possibilitando o desenvolvimento de importantes projetos para as crianças e adolescentes no município”, disse.

    “Lembramos que os valores arrecadados auxiliam no desenvolvimento de projetos nas entidades devidamente inscritas e regularizadas no CMDCA, que hoje conta com as seguintes entidades: Amigos da Criança e do Adolescente João e Maria, Amparo Eurípedes Novelino, Apae, Associação dos Deficientes Visuais, Associação Abba Pai em Patos de Minas, Casa da Acolhida, Casa das Meninas, Escolinha Tia Edna, Esperança Azul (Autistas), Posto de Assistência Chico Xavier, Casa da Sopa Tia Euzápia, Associação Vem-Ser, Lar Paulo e Estevão e Rede Cidadã”, afirmou Elizete.

    Sobre os CMDCA

    Os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) são órgãos paritários, que recebem apoio do Executivo municipal e da sociedade civil, registram entidades que atuam com o referido público e atestam se seus projetos atendem aos requisitos exigidos por lei para receberem a verba.

    Sobre o Confia 6%

    O projeto foi instituído na Copasa em 2015, para incentivar os empregados a doarem, anualmente, até 6% de seu imposto de renda devido para o Fundo da Infância e da Adolescência (FIA), que é direcionado ao financiamento das políticas públicas de atendimento às crianças e adolescentes.

    Desde sua implantação, mais de 100 instituições filantrópicas em Minas Gerais já receberam a verba. Até hoje, aproximadamente R$ 9 milhões já foram destinados a essas organizações em todo o estado. Em 2022, por exemplo, serão destinados mais de R$ 636 mil a 116 instituições de 42 municípios mineiros. No total, 1.111 empregados aderiram ao programa, um aumento de 16,2% em relação ao ano passado.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES