20.5 C
Brasília
terça-feira, maio 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Governador formaliza posse de 188 gestores regionais selecionados pelo Programa Transforma Minas

    O Governo de Minas recebeu, nesta terça-feira (3/10), os 188 gestores regionais selecionados por meio do Programa Transforma Minas, da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MG), para atuarem em posições estratégicas de nove secretarias e órgãos estaduais no interior de Minas. Foram mais de 8 mil inscritos. O governador Romeu Zema participou da cerimônia e destacou que fazer gestão é dar atenção às pessoas.

    “O gestor que fica atrás de uma mesa, só olhando para a tela de um computador analisando relatórios, se faz só isso não está desempenhando a função adequadamente. Sair, ver o que acontece no mundo real, escutar a equipe, olhar nos olhos, dar atenção, é obrigação de todo gestor. Tem muita coisa que nenhum relatório mostra, tem muita coisa que nenhum sistema detecta. Mas na hora que vamos lá no chão de fábrica, você vê que tem muitas oportunidades de melhoria, e foi isso que eu fiz a vida toda durante minha experiência como gestor e continuo fazendo como governador. Quando nós estamos próximos e escutamos, as nossas decisões são muito melhores”, reforçou.

    Romeu Zema, acompanhado dos secretários de Estado e lideranças das pastas com profissionais selecionados, assinou o ato que concedeu a posse e apresentou aos novos servidores diretrizes de desempenho para os cargos ocupados, expectativas e ações de governo. A subsecretária de Gestão de Pessoas da Seplag-MG, Kênnya Kreppel, realizou uma apresentação sobre o programa e deu detalhes sobre os critérios de escolha.

    “Acreditamos que a definição clara dos perfis adequados para uma vaga é primordial para o início de um processo de gestão de pessoas por competência e por mérito. Desde o início, nós identificamos quais as competências e a qualificação necessária para o desempenho daquela atividade, e daí em diante trabalhamos o desenvolvimento contínuo dessa liderança, passando por processos de avaliação que vão sendo retroalimentados. Por fim, desde 2021, trabalhamos o engajamento, que é o envolvimento das lideranças com cada um dos seus liderados e também com a sua liderança”, explicou a subsecretária.

    A ênfase na competência dos futuros gestores também foi reforçada pelo secretário de Governo, Gustavo Valadares, ao parabenizar os novos líderes, ressaltando que Minas Gerais vive um novo momento. “É preciso que o país saiba que não há mais espaço para indicações que não tenham capacidade técnica, competência, responsabilidade e liderança. Qualidades estas que todas as senhoras e os senhores provaram ter ao longo do processo seletivo do Transforma Minas. Vocês são, a partir de hoje, a cara do nosso governo em cada uma das suas áreas nos quatro cantos deste estado”, afirmou.

    Presença feminina

    Dos 188 empossados nesta terça-feira, 45% são mulheres. Uma delas é a diretora regional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) de Teófilo Otoni, Carolina Salomão Teixeira. Assistente social de formação, ela atua há mais de dez anos atuando nos vales do Jequitinhonha e Mucuri e participa do Transforma Minas pela segunda vez. “Em 2019 tive a oportunidade de participar por esse mesmo processo, que passamos por avaliação técnica, entrevista com especialistas, avaliação psicológica e uma avaliação curricular. Fico muito feliz de ver mulheres em cargos de liderança no estado e a proposta que o governador traz, de ocupar cargos de chefia através da qualificação técnica”, ressalta.

    A bióloga Ariane Cristine Araújo Goulart, supervisora regional da Unidade Rio Doce do Instituto Estadual de Florestas (IEF), também celebrou a participação das mulheres na gestão por meio do Transforma Minas, principalmente ao ingressar em um setor onde a presença masculina ainda é maior, segundo ela. “Nós temos uma capacidade de compatibilizar as coisas muito grande e isso devia ser mais valorizado. O bacana é que aqui não tem essa questão de discrepância salarial que a gente vê em outros locais”, destacou, completando que espera que nas próximas edições do programa cada vez mais mulheres sejam selecionadas.

    A gestora, que também é docente do ensino superior há 17 anos, também falou sobre as expectativas ao ingressar no Estado. “A gente consegue consolidar projetos, idealizamos projetos que podem corroborar com a equipe, engrandecer o trabalho da regional, e vendo uma continuidade do trabalho nós podemos investir mais”.

    Seleção

    O regulamento do processo seletivo regional foi publicado no dia 5/1. As seleções aconteceram ao longo dos meses seguintes, com inscrições abertas mês a mês, conforme cronograma estabelecido no documento.

    A cada conjunto de vagas lançado, foi publicado o documento “Descrição da Vaga” correspondente no site do programa – www.transformaminas.mg.gov.br – com todas as especificidades dos cargos e demais informações sobre os processos. Os candidatos interessados puderam se inscrever para mais de uma vaga, desde que atendessem aos requisitos de cada seleção.

    Especificamente para as 47 vagas de superintendente Regional de Ensino da Secretaria de Estado de Educação, foi necessário, além de outros critérios, possuir a Certificação Ocupacional, conforme previsto no Decreto 47.625, de 20/03/2019.

    Os 188 gestores selecionados no Transforma Minas foram para as regionais dos seguintes órgãos:

    – Secretaria de Estado de Educação (SEE): 47 vagas

    – Secretaria de Estado da Saúde (SES): 28 vagas

    – Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad): 6 vagas

    – Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese): 19 vagas

    – Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp): 14 vagas

    – Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER): 35 vagas

    – Instituto Estadual de Florestas (IEF): 13 vagas

    – Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA): 20 vagas

    – Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater): 6 vagas

    Transforma Minas

    O Transforma Minas, da Seplag-MG, seleciona profissionais para posições de liderança no Governo do Estado. Desde que foi lançado, em 2019, já realizou mais de 480 processos seletivos para cargos estratégicos de liderança, entre subsecretários, superintendentes, diretores e cargos equivalentes de diversos órgãos e instituições. Mais de 15,6 mil pessoas se inscreveram, somados todos os processos seletivos.

    Em 2019, também foi realizado um processo seletivo para lideranças regionais, que contemplou 108 vagas nas regionais de quatro secretarias de Estado: SEE, SES, Sedese e Semad.

    Além da frente de Atração e Seleção, o Transforma Minas possui as frentes de Desempenho e Desenvolvimento e de Engajamento, que estruturam atividades voltadas para a valorização e o aprimoramento de competências específicas para cargos de liderança, como a orientação para resultados, a comunicação, entre outras.

    Desde a sua concepção, o Transforma Minas conta com o apoio da Vamos, coalizão de institucionais do terceiro setor (Instituto Lemann, Repubilca.org e Instituto Humanize) e com o acompanhamento especializado da Gesto, viabilizado graças a essa parceria. Mais informações sobre o Programa estão disponíveis no site www.transformaminas.mg.gov.br.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES