20.5 C
Brasília
domingo, maio 19, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Inep altera período de aplicação do Sistema de Avaliação da Educação Básica em Minas Gerais

    O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Governo Federal, alterou o período de aplicação do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Com essa mudança, as avaliações que estavam previstas para acontecer entre os dias 23/10 e 10/11 em Minas Gerais, agora serão realizadas entre os dias 6 e 17/11.

    SEE / Divulgação

    Composto por testes e questionários, aplicado a cada dois anos para a rede pública de ensino do Brasil e para uma amostra de escolas da rede privada, o conjunto de avaliações é um importante método para mensurar a qualidade da educação e a efetividade das ações de ensino e aprendizagem utilizadas em âmbito nacional com vistas ao aperfeiçoamento de políticas educacionais. Serão avaliados os estudantes do 5º e 9º anos do ensino fundamental, do 3º ano do ensino médio, além dos alunos do 2º ano do ensino fundamental que participarão de forma amostral.

    A partir do incentivo da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), as escolas estaduais mineiras já estão se mobilizando para a aplicação das provas. As instituições estaduais mineiras têm desenvolvido ações de conscientização, de reafirmação da importância da prova e da necessidade do comprometimento dos estudantes na realização da avaliação.

    “Eu tenho me preparado bastante para as provas fazendo mapas mentais, estudando, tirando minhas dúvidas com os professores e fazendo bastante atividades de interpretação de texto em casa e na escola também”, conta Alice de Melo Viana, do 5º ano da Escola Estadual Paschoal Comanducci, em Belo Horizonte.

    Estratégias

    Simulados, aulões especiais, intensivo de estudos, palavras de incentivos. Essas são as principais estratégias utilizadas pelas instituições para que os estudantes se engajem na pauta e deem o seu melhor. “Eu gostei das explicações e da interação dos professores dentro da sala de aula, tirando as nossas dúvidas sobre matérias que tínhamos dificuldade”, aponta Sophia Moreira Brandão, do 9º ano da Paschoal Comanducci.

    As escolas também têm trabalhado a parte emocional dos estudantes, incentivando os jovens e reconhecendo os esforços por meio do estímulo das potencialidades, com cartões de incentivo e através de um kit motivacional (contendo materiais escolares).

    Além das estratégias pedagógicas, a Escola Estadual Presidente Itamar Franco, em Santa Luzia, tem fomentado o engajamento dos alunos por meio de rodas de conversa — com os jovens, docentes e com os responsáveis — para reforçar a importância do Saeb.

    Conscientização sobre a importância do Saeb

    A Escola Estadual Professor Júlio Bueno, do município de Ibituruna, tem trabalhado com aulas expositivas e dinâmicas, e utilizado materiais e ações complementares para a ministração dos conteúdos, como o Material de Apoio Pedagógico para Aprendizagens (Mapa) – Saeb, atividades em agrupamento, simulados, entre outros

    Maiara Silva Ribeiro, professora de matemática da instituição ressalta que a escola trabalhou de forma contínua, identificando as dificuldades através de instrumentos diagnósticos e do desenvolvimento de propostas para saná-las. “Como educadora, acredito que o Saeb é uma ferramenta muito importante, pois nos auxilia a detectar as dificuldades e as habilidades não alcançadas”, pontua.

    O estudante Marco Túlio dos Reis Souza, do 9º ano da instituição, já destaca os benefícios dos agrupamentos. “As atividades em agrupamento facilitaram nossa aprendizagem e não deixaram a rotina monótona”, conta o aluno.

    “Para mim, o Saeb é como um raio-x, um norte, que vai dizer para onde devemos seguir para aperfeiçoar a educação para os nossos alunos, apontando onde eles estão mais fragilizados e quais conteúdos precisam ser mais abordados”, conclui Fabrício Negrão Lopes, professor de matemática da E.E. Paschoal Comanducci.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES