20.5 C
Brasília
quarta-feira, maio 22, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Jovem com doença rara precisa de doações para tratamento

    A jovem Yasmin Mesquita Alves, de 22 anos, é portadora de Porfiria Aguda Intermitente (AIP), uma doença que interfere na produção de hemoglobinas, responsáveis pelo transporte de oxigênio no sangue. Para custear o tratamento, a família de Yasmin está arrecadando doações.

    Everton João Alves, 49, pai da moça, explica que a doença traz agitação e alucinações para a jovem, além da paralisia dos músculos e dificuldade de respirar.

    Diagnóstico

    A jovem apresentou crises durante toda a sua vida, que eram tratadas como infecções urinárias. Ela tem fortes dores abdominais e é hospitalizada com recorrência desde os 8 anos de idade.

    Em fevereiro deste ano, Yasmin foi diagnosticada com a doença após realizar o exame PBG, que mede a dosagem de porfobilinogênio na urina. Ela foi atendida no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), em Brasília, onde está internada atualmente, e recebeu a prescrição de 7 ampolas de hematina para o tratamento da doença.

    Medicamento

    De acordo com o orçamento realizado pela família, cada ampola que Yasmin deve utilizar custa em torno de R$ 38 mil. A produção e a comercialização do remédio é realizada pela Recordati Rare Diseases, empresa farmacêutica e foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em agosto de 2019.

    A família entrou com um processo para aquisição da medicação por meio da Defensoria Pública do Distrito Federal no dia 16 de março de 2022. O juiz emitiu a decisão interlocutória no dia 23 de março, solicitando uma nota técnica ao Núcleo de Apoio Técnico do Poder Judiciário (NAT-Jus), que tem o prazo de 30 dias para resposta. Atualmente, a família espera o retorno.

    Campanha de arrecadação

    Yasmin apresenta fortes dores e a morfina aplicada pelos médicos não aliviou os sintomas. Devido a urgência do quadro de saúde dela, a família está realizando uma campanha nas redes sociais para apoio financeiro no tratamento da doença.

    A campanha deseja arrecadar R$ 300.000,00 para comprar as 7 ampolas necessárias. Até o momento, foram arrecadados R$ 22.000,00. A doação pode ser realizada pela vaquinha virtual (Neste link).

    Confira:



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES