20.5 C
Brasília
terça-feira, maio 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Secretaria de Saúde e Fapemig lançam edital de pesquisa para atenção à saúde

    A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) anunciaram nessa quarta-feira (3/4) abertura do período de recebimento de propostas do Edital da Chamada 3/2024 de Pesquisa para Atenção à Saúde em Áreas Mineradoras.

    O prazo para submissão dos projetos é até às 17h do dia 3/6 de 2024. Com um investimento total de R$ 6 milhões, distribuídos em seis linhas de pesquisa, a chamada tem como objetivo financiar projetos científicos, tecnológicos e de inovação voltados para o aprimoramento da atenção à saúde em comunidades expostas a riscos decorrentes da atividade mineradora.

    As bolsas para os pesquisadores serão concedidas conforme os valores estabelecidos pela Fapemig, de acordo com as deliberações do Conselho Curador n° 144/2019, nº 197/2023 e nº 198/2023.

    Destinada às Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTMG) sediadas em Minas Gerais e cadastradas junto à Fapemig, a chamada visa incentivar a apresentação de propostas que contribuam para o desenvolvimento de estratégias e produtos técnicos e tecnológicos que potencializem a atenção à saúde em áreas mineradoras.

    O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, salientou que o investimento nas pesquisas vai beneficiar não apenas os municípios atingidos pelos rompimentos de barragens. “Esse edital é fruto de uma importante parceria que vai nos auxiliar a desenvolver pesquisas que vão nortear as nossas políticas públicas de saúde relacionadas à reparação dos desastres de Brumadinho e Mariana, mas com impacto em todo o estado”, apontou.

    “Convido nossos pesquisadores mineiros para que se inscrevam, pois é com a participação ampla que obteremos produtos importantes para nos ajudar no desenvolvimento da saúde pública em Minas Gerais”, destacou Baccheretti.

    O presidente da Fapemig, Carlos Alberto Arruda de Oliveira, considera esse um momento especial, que possibilita foco nos desafios da saúde no contexto das ações reparatórias. “Acredito que é uma chamada que vai marcar um período importante da colaboração da Fundação com a SES, sobretudo em relação a essa pauta tão relevante e complexa em função do rompimento das barragens”, ressaltou o presidente.

    Saúde baseada em evidências

    A secretária de Estado Adjunta de Saúde, Poliana Cardoso Lopes, ressaltou a carência de uma base de evidências sólidas para embasar as ações em saúde em contextos como o das ações reparatórias para Brumadinho e Mariana.

    Ela explicou que a saúde pública muitas vezes se depara com situações novas que exigem respostas rápidas, enfatizando a importância de parcerias como a representada pelo edital lançado. “Isso proporciona uma oportunidade para a produção e acumulação de conhecimento essencial para a formulação de políticas públicas eficazes em benefício da população e da saúde pública como um todo”, comentou.

    Para o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapemig, Marcelo Gomes Speziali, esse não é um desafio somente do estado de Minas Gerais. “Muitos dos problemas que enfrentamos vêm de deficiências do passado, cabendo a nós buscarmos as soluções. Então estamos muito satisfeitos em poder lançar essa chamada em parceria com a SES-MG”.

    O assessor de Parcerias em Saúde da SES-MG, Luiz Fernando Prado de Miranda, destacou o trabalho conjunto para construção do edital. “Tentamos conciliar o que era o interesse da academia e aquilo que precisávamos produzir de conhecimento também para o sistema de saúde”, contou. “Essa construção conjunta com a equipe da Fapemig foi essencial para que essa chamada pudesse ser lançada, e tenho certeza do êxito do resultado”.

    Submissão dos projetos

    Os projetos submetidos devem abordar temas como estudos sobre terapias para exposição crônica a elementos contaminantes, desenvolvimento de protocolos clínicos, investigação laboratorial de toxicidade, ações pós-desastre e estudos epidemiológicos sobre saúde mental.

    Os resultados da análise e avaliação das propostas estão previstos para serem divulgados a partir de 1/11 de 2024. O edital completo está disponível no site da Fapemig (www.fapemig.br), onde também podem ser encontradas informações detalhadas sobre as linhas temáticas e critérios de elegibilidade.

    A Chamada Fapemig 03/2024 – Pesquisa para Atenção à Saúde pode ser acessada diretamente neste link.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES