Semana de Integração Tecnológica terá cursos on-line da Emater-MG

Técnicos da empresa darão treinamentos nas áreas de bovinocultura, fertilização do solo, olericultura e energia solar fotovoltaica

90
Adubo
Plantação de adubo verde. Foto: Ana Paula Oliveira
Publicidade

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) começa a oferecer, a partir desta terça-feira (10/5), cursos em formato virtual e com vagas limitadas. As capacitações serão disponibilizadas durante a 14ª Semana de Integração Tecnológica (SIT), em andamento no município de Sete Lagoas, na região Central do estado.

Os técnicos da empresa irão ministrar seis cursos nas áreas de bovinocultura, fertilização do solo, olericultura e energia solar fotovoltaica. Todos serão on-line e com vagas limitadas.

Confira os cursos:

Data: 10/5/2022 (terça-feira)
Produção e processamento da mandioca de mesa
Horário: 8h às 12h
Descrição: Técnicas de produção eficiente de mandioca e o seu processamento pós-colheita, visando a comercialização do produto

Técnicas de produção orgânica (rochagem)
Horário: 13h às 17h
Descrição: Descrição das diferentes técnicas de aplicação de rocha em pó na produção orgânica, para aumentar a atividade biológica e a fertilidade do solo.

Data: 11/5/2022 (quarta-feira)
Produção e alimentação do rebanho leiteiro com diferentes tipos de silagem
Horário: 8h às 12h
Descrição: Descrição de aspectos relevantes para a produção e ensilagem de diferentes tipos de forragem, e descrição das características destes alimentos para seu fornecimento ao rebanho leiteiro

Data: 12/5/2022 (quinta-feira)
Manejo de pragas e doenças em olerícolas
Horário: 13h às 17h
Descrição: Conceitos sobre pragas e doenças, ocorrência, manejo integrado, boas práticas na produção, sistemas de certificados de produção de hortaliças, rastreabilidade de produtos vegetais frescos (IN02)

Data: 13/5/2022 (sexta-feira)
Tratamento de dejetos bovinos para uso de biofertilizantes na melhoria de pastagens
Horário: 8h às 12h
Descrição: Poluição e contaminação da água e do solo por dejetos bovinos não tratados, uso da esterqueira como forma de manejo de dejetos, fertirrigação com biofertilizantes.

Energia fotovoltaica
Horário: 13h às 17h
Descrição: Fundamentos básicos sobre a geração distribuída da energia solar fotovoltaica. Organização do processo de geração e distribuição no campo e na cidade.

SIT

Com o tema “Desenvolvimento regional, inclusão socioprodutiva e empreendedorismo”, a Semana de Integração Tecnológica está em andamento na Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas, e terá, até o fim da semana, atividades presenciais e virtuais. A programação é diversificada, com seminários, dias de campo, cursos e palestras.

Criada em 2008, a SIT é um evento de Transferência de Tecnologia que busca impulsionar o setor agropecuário e tem se consolidado como importante estratégia para o desenvolvimento regional.

Os cursos da 14ª SIT abordam assuntos variados, como pecuária, agricultura de precisão, máquinas agrícolas, técnicas de produção orgânica, manejo de irrigação, fabricação de laticínios, propagação de hortaliças e implantação de pomares.

Dias de campo, palestras e seminários têm inscrições gratuitas. Haverá dois dias de campo presenciais (sobre bioinsumos e sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta), e um virtual (sobre tecnologias para cria e recria de bezerros).

A programação completa da Semana de Integração Tecnológica pode ser conferida no site www.sitintegracao.com.br. As inscrições devem ser feitas para cada atividade selecionada pelo participante.

A SIT é uma realização da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), do Sistema Faemg (Faemg/Senar/INAES/Sindicatos) e da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).

Diversas instituições apoiam a realização da SIT, a fim de integrar os vários setores que compõem o segmento agropecuário. Entre elas, a empresa Bioma, a Cooperativa Central dos Produtores Rurais (CCPR), a Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento (Faped), a KWS Sementes, a NOOA Brasil e o Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira (PDPL).

FONTEAgência Minas
Artigo anteriorGDF oferece suporte integral às mães chefes de família
Próximo artigoMPMG denuncia prefeito de Riachinho por ameaças a vereador
Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas. Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida.