20.5 C
Brasília
segunda-feira, junho 17, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Anvisa suspende uso e comercialização de pomada que causou cegueira

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou resolução para tirar de circulação a pomada modeladora de cabelo Cassu Braids e outros produtos fabricados pela Microfarma Indústria e Comércio Ltda. Só no Rio de Janeiro, mais de 200 notificações de casos de cegueira temporária e queimadura nos olhos surgiram após o uso da pomada.

    De acordo com a Gerência-Geral de Inspeção e Fiscalização Sanitária da Anvisa, a pomada e demais produtos da empresa devem ser recolhidos. Além disso, está suspensa a comercialização, distribuição, fabricação, propaganda e uso do cosmético, “considerando os casos de intoxicação ocular provocados pelo produto”.

    O documento publicado no Diário Oficial da União diz que as ações se dão por falta de “licença do órgão de vigilância sanitária local”.

    Confira a publicação:

    Recolhimento de pomada que … by Metropoles

     

    Durante a semana, o Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária (Ivisa-Rio) suspendeu a venda e o uso do produto e outros produtos fabricados pela Microfarma Indústria e Comércio Ltda.

    Em postagem nas redes sociais, a Ivisa-Rio reforçou “a importância de adquirir e utilizar apenas produtos cosméticos regularizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”. Também reforçou o hábito de leitura dos rótulos, além de respeitar as instruções de uso e prazo de validade.

    A investigação indicou que os efeitos adversos foram causados pelas pomadas modeladoras de cabelos distribuídas pelo Instituto Cassulinha Cabelos Comércio e Serviço Ltda, que tem situação inapta em órgãos competentes. Devido a isso, foi suspenso o uso do produto no estado do Rio de Janeiro.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES