20.5 C
Brasília
segunda-feira, junho 17, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Cândido Ulhôa está na lista de escolas premiadas na 1ª Edição do Prêmio Escola Transformação 2022

    A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) divulgou, nesta quarta-feira (8/6), a lista das escolas premiadas na primeira edição do Prêmio Escola Transformação 2022, iniciativa que reconhece práticas e experiências positivas implementadas pelas escolas estaduais de Minas no processo de melhoria da qualidade do ensino público. Nesta primeira fase, foram distribuídos 355 prêmios de menção honrosa pelas maiores participações na Avaliação Diagnóstica realizada em março. Ao todo, foram contempladas 252 escolas estaduais dos anos iniciais e finais do ensino fundamental e do ensino médio.

    O Prêmio Escola Transformação 2022 é dividido em três edições. Ainda neste ano, serão realizadas mais duas edições, as próximas com distribuição de premiações em recursos financeiros para o desenvolvimento de projetos pedagógicos. A iniciativa vai distribuir até R$ 105 milhões em premiações para escolas da rede estadual – cerca de 350 prêmios em cada edição, sendo a primeira apenas com menção honrosa.

    Confira, neste link, a listagem com o resultado da 1ª edição do Prêmio Escola Transformação 2022 no Diário Oficial de Minas Gerais.

    escola
    Escola Estadual Cândido Ulhôa

    A superintendente de Avaliação Educacional da SEE/MG, Júlia Drumond, faz uma avaliação positiva da iniciativa e destaca a importância de premiar as escolas, incentivar o desenvolvimento de projetos pedagógicos e boas práticas de ensino na rede estadual. “O prêmio é uma iniciativa acertada da SEE/MG para reconhecimento das práticas exitosas das escolas estaduais. É uma retribuição às escolas que conquistaram, após grande esforço, destaque nestes resultados. Já percebemos os efeitos positivos na rede educacional, tanto na mobilização, quanto no incentivo de gestores e de toda comunidade escolar para participação nas avaliações e apropriação dos resultados para melhoria do ensino”, explicou Júlia Drumond.

    Índice Escola Transformação (Inest)

    Na segunda edição, serão distribuídos até 350 prêmios para escolas que obtiverem melhores resultados no Índice Escola Transformação (Inest) nas categorias: maiores pontuações no Inest- 2 e maiores variações percentuais positivas entre o Inest-1 e o Inest-2. O Inest é obtido por meio do produto de dois indicadores – fluxo escolar e desempenho – gerando um resultado por nível de ensino. O Inest-1 será calculado a partir dos resultados da avaliação diagnóstica e das informações sobre nota e frequência dos estudantes no primeiro bimestre. Já o Inest-2, a partir dos resultados da primeira avaliação trimestral e das informações sobre nota e frequência dos estudantes no primeiro e segundo bimestres, conjuntamente.

    Por fim, o Inest-3 será calculado a partir dos resultados da segunda avaliação trimestral e das informações sobre nota e frequência dos estudantes no primeiro, segundo e terceiro bimestres, conjuntamente.

    Escola Transformação 2021

    No ano passado, o Prêmio Escola Transformação distribuiu mil prêmios a unidades de ensino que obtiveram os melhores resultados e os maiores crescimentos nos indicadores de fluxo e de aprendizagem, nas três edições realizadas ao longo do ano.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES