20.5 C
Brasília
domingo, maio 19, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Minas Gerais é o estado que mais emitiu a nova Carteira de Identidade Nacional em janeiro

    Minas Gerais é o estado que mais emitiu a nova Carteira de Identidade Nacional (CIN) neste mês de janeiro. Desde o início oficial da emissão da CIN, em 27/12/2023, até o momento, foram emitidas mais de 130 mil carteiras, sendo 86 mil apenas em janeiro deste ano, nos mais de 400 Postos de Identificação da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (PCMG).

    Os postos estõa instalados em prefeituras, câmaras municipais, delegacias e nas 42 Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), coordenadas pela Secretaria de Estado e Planejamento e Gestão (Seplag-MG).

    Os dados da emissão de janeiro de 2024 foram divulgados pelo Ministério da Gestão e Inovação de Serviços Públicos (MGI) nesta semana. A nova identidade é confeccionada em modelo único e tem validade em todo território nacional, adotando o número de inscrição de cadastro de pessoas físicas (CPF) como registro geral nacional.

    O documento é impresso em papel de segurança e passa por verificação de dados biométricos e biográficos na base da Receita Federal e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), trazendo ainda mais segurança ao cidadão.

    A Carteira de Identidade Nacional conta com as versões impressa – em Minas Gerais expedida em papel de segurança – e digital.

    O formato digital do documento e a validação dos dados do cidadão para a emissão da carteira será feita pelo gov.br. A CIN digital é obtida por meio do aplicativo gov.br, após a expedição da carteira física.

    Para verificar a autenticidade do documento, a CIN possui um QR Code, que poderá ser lido por qualquer cidadão e vai permitir checar se a identidade é autêntica.

    Conforme previsto na norma vigente, o modelo de identidade expedido nos padrões anteriores ao novo formato terá validade pelo prazo de dez anos, contados da data em vigor do Decreto Federal nº 10.977/2022, ou seja, até 23/2/2032.

    Portanto, não será necessário trocar imediatamente a carteira pelo novo modelo, de modo que a transição possa ser gradual e contínua. A primeira emissão é gratuita.

    “O titular da carteira poderá requerer a inclusão de dados de outros documentos na CIN, em sua versão digital, como Carteira Nacional de Habilitação, título de eleitor, identidade funcional ou carteira profissional e certificado militar, devendo apresentar ao órgão expedidor os respectivos documentos de comprovação”, destaca a delegada da Polícia Civil, Danielle Aguiar Carvalho.

    Atendimento

    Os atendimentos para emissão do documento são realizados nos mais de 400 Postos de Identificação da Polícia Civil e nas 42 UAIs.

    Para ser atendido, é necessário o agendamento prévio, feito gratuitamente nos canais oficiais do Governo de Minas: Portal MG e aplicativo MG App.

    Caso não apareça o local desejado nesses canais, o cidadão deverá comparecer diretamente no Posto de Identificação de sua localidade.

    A Seplag-MG, em parceria com a Polícia Civil, está em processo de treinamento de novos atendentes para ampliar ainda mais a capacidade de emissão da CIN nas UAIs nos próximos meses.

    “A partir de fevereiro, as UAIs ampliarão, inicialmente, 600 vagas de agendamento por dia, chegando ao número total de 6 mil vagas diárias”, pontuou o subsecretário de Transformação Digital e Atendimento ao Cidadão, Rodrigo Diniz.

    Segundo o subsecretário, devido ao período de férias escolares, houve um aumento expressivo da demanda de agendamentos para atendimentos nas UAIs.

    “No mês de novembro de 2023, estavam sendo realizados 3,8 mil atendimentos diários para a emissão do RG. Atualmente, são liberadas, por dia, mais de 5 mil vagas para agendamento nas 42 unidades”.

    Em casos de urgência comprovada para a emissão do novo RG, o cidadão pode encaminhar um “Fale Conosco”, disponível neste link, com a documentação que comprove a urgência e o motivo do agendamento.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES