20.5 C
Brasília
domingo, julho 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Brasília ganha espaço inédito de entretenimento no coração da capital

    Uma área imensa na região central de Brasília passou a ser acolhida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) por meio do programa Adote Uma Praça, da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe). Estruturado com um amplo estacionamento, gramados, bancos, iluminação e espaço para plantio de árvores e espécies nativas do cerrado, o espaço integra a parte externa do Sesi LAB, um museu 100% interativo que abre as portas ao público no próximo dia 30.

    Com projeto de Oscar Niemeyer, esse Museu do Futuro, como vem sendo chamado pelo setor, fica localizado em local privilegiado da capital, bem no coração do Plano Piloto, nas antigas instalações do Touring Club. “A CNI [que inclui o Sesi] e o Sistema S atenderam a um chamado do governo com sensibilidade”, afirma o secretário de Projetos Especiais, Roberto Andrade. O Sistema S é formado por Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop), Serviço Social de Aprendizagem do Transporte (Senat), Serviço Social de Transporte (Sest) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

    “O programa tem esse propósito, o de resgatar a consciência cidadã”

    Roberto Andrade, secretário de Projetos Especiais

    Desde que foi implantado, em 2019, o Adote Uma Praça já contou com mais de 120 “padrinhos”, entre pessoas físicas e jurídicas de todas as regiões administrativas de Brasília. A adesão continua a crescer, sinalizando diversas solicitações de empresas e particulares atualmente em tramitação – são mais de 17o processos em andamento.

    Além das praças, os interessados poderão adotar outros logradouros, como estacionamentos, parques e até campos de futebol – como ocorreu, recentemente, no Paranoá. “Foi um programa em Brasília que deu certo, dando um sentido de pertencimento, de que a coisa pública é do povo”, avalia o titular da Sepe. “O programa tem esse propósito, o de resgatar a consciência cidadã”.

    O museu

    Espaço onde o passado e o futuro andam de mãos dadas com o saber, o sensorial e o lúdico, o Sesi LAB é uma iniciativa única no Distrito Federal e no país. Até 31 de dezembro, ficará aberto ao público gratuitamente. A partir dessa data, o acesso se dará mediante a cobrança de ingressos, salvo nos pacotes fechados para visitas escolares e programação cultural.

    “Firmamos com o GDF uma parceria público-privada e, por meio do programa Adote Uma Praça, nós nos responsabilizamos por uma área em torno do edifício do museu de fazendo melhorias de infraestrutura e sendo responsáveis pela segurança”, explica a gerente de Desenvolvimento Institucional do Sesi, Cândida Oliveira. Incluindo as instalações internas, sinaliza ela, são 33 mil m². “Vamos ofertar uma programação cultural bem diversificada e especial nos fins de semanas e feriados”, reforça a gestora.

    Veja aqui mais informações sobre o projeto.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES