20.5 C
Brasília
quinta-feira, maio 23, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    MEIs terão consultoria especializada para dar longevidade aos negócios

    Nova no ramo empresarial, Jennifer Nogueira, de 28 anos, viu no programa Salve um Negócio, do Governo do Distrito Federal (GDF), uma oportunidade para ajudar a realizar o sonho da mãe de expandir seu negócio, que há 7 anos comanda uma lanchonete no Setor Bancário Sul. Por meio da iniciativa, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-DF), a empresária terá acesso a ajuda especializada para enfrentar os desafios do gerenciamento do seu negócio.

    “Com o projeto, nós pretendemos, sobretudo, estimular e fortalecer a utilização de novas tecnologias e ferramentas pelas empresas e incentivar a geração de emprego e renda”

    Leonardo Reisman, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação

    “Quero ajudar minha mãe a fazer com que a lanchonete dela passe a ter franquias. Para isso, preciso da ajuda de pessoas mais experientes, empresários maiores e consolidados”, explica a empresária, que já se inscreveu para participar do programa, cuja permissão é dar longevidade às micro e pequenas empresas do DF.

    O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Reisman, avalia que o projeto, ao garantir vida longa às empresas participantes, evita que as pequenas empresas encerrem as atividades e contribui para o desenvolvimento da economia local. “Com o projeto, nós pretendemos, sobretudo, estimular e fortalecer a utilização de novas tecnologias e ferramentas pelas empresas e incentivar a geração de emprego e renda”, destaca.

    Quem pode participar

    Assim como Jennifer, podem se inscrever no Salve um Negócio todos os microempreendedores individuais e pequenas empresas – MEIs e MPEs. “Não há restrição, o público-alvo do programa é todo MEI ou pequeno empresário que esteja com algum tipo de gargalo na empresa que não consegue solucionar. É uma alternativa de resolução de problemas que não onera o empresário”, explica Caio Leal, um dos idealizadores do projeto.

    O programa Salve um Negócio oferece, ao todo, 18 horas de consultorias especializada e personalizada aos 50 empresários selecionados

    Segundo o organizador, as consultorias serão realizadas por empresas juniores da capital, com o apoio de um empresário já consolidado. “O objetivo é oferecer mentoria especializada para esses empresários, com diagnóstico dos problemas de cada negócio, seleção e priorização dos desafios, construção de estratégias para resolução dos problemas e execução do plano de ação”, detalha.

    O Salve um Negócio oferece, ao todo, 18 horas de consultorias especializada e personalizada aos 50 empresários selecionados. Após 30 dias, os participantes passarão por uma análise de impacto, a fim de identificar se os desafios sinalizados na etapa de diagnóstico foram superados.

    Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

    Como participarPara participar, é preciso preencher um formulário disponível no site do Salve um Negócio, informando os seguintes dados: nome da empresa; Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ); nome do representante legal; e telefone para contato.

    No ato da inscrição, o candidato também deverá escolher duas das quatro áreas em que deseja receber consultoria, sendo elas financeiro, marketing, gente/gestão e inovação tecnológica. As vagas são limitadas a 50 postos e todas as inscrições serão analisadas pela organização da sociedade civil (OSC) selecionada para a execução do projeto.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES