20.5 C
Brasília
domingo, julho 21, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Câmara Municipal de Bonfinópolis realiza evento em homenagem às mulheres

    Dezenas de mulheres interromperam a série de jornadas enfrentada pela maioria e foram lembrar do quanto cada uma é especial e de como são importantes para a harmonia do mundo

    As mulheres de Bonfinópolis de Minas lotaram a antiga sede do Rotary da cidade, na noite dessa quinta-feira (14), para aproveitar uma homenagem da Câmara Municipal pelo Dia Internacional da Mulher, lembrado em 8 de março. Foi o dia de interromper a série de jornadas enfrentada pela maioria e ir lembrar do quanto cada uma é especial e como são importantes para a harmonia do mundo, conforme disse o Papa Francisco recentemente, em uma Missa celebrada no Vaticano.

    Da esquerda para a direita: vereadores José Lúcio, o Primeiro Secretário José Rodrigues Lopes, as vereadoras Lívia Bezerra, Fernanda Oliveira e a presidente Célia Morais e o vice-presidente Robson da Cruz e o vereador Reginaldo Palma

    A presidente da Câmara, Célia Morais, as vereadoras Fernanda Oliveira e Lívia Bezerra, o Vice-Presidente Robson da Cruz e o Primeiro Secretário José Rodrigues Lopes e os vereadores José Lúcio e Reginaldo Bezerra, além da equipe de servidores da Casa, fizeram as honras e discursos em favor da valorização da mulher.

    “Nos reunimos aqui hoje para expressar nosso grande e especial carinho a todas as mulheres bonfinopolitanas, por serem criaturas de Deus e criadoras de vidas. Nós vereadores da honrosa Casa Legislativa de Bonfinópolis de Minas sentimos-nos agraciados por completar o nono ano de homenagem a este grande ser de luz, a cada uma de vocês aqui que se faz presente o nosso caloroso abraço, sejam muito bem-vindas que as luzes da paz e do amor ilumine sempre seu coração, desejo que continuem lutando e superando todas as dificuldades sempre com um sorriso encantador no rosto. Parabéns mulheres!”, deu as boas-vindas, Célia Morais.

    Fernanda Oliveira enfatizou a continuidade da luta, que não acabou. Além disso, se posicionou contra alguns pontos da Reforma da Previdência, que na sua visão, desfavorecem as mulheres. “A nossa classe é uma classe mais sofrida. Não tem como falar de igualdade se os diferentes não forem tratados de forma diferente”, defendeu, a vereadora, cobrando legislações específicas, por exemplo, para idosos e Pessoas com Necessidades Especiais.

    Lívia Bezerra destacou que as mulheres merecem momentos dedicados somente a elas e ressaltou um dos papéis da mulher em qualquer ambiente de convívio. “O principal papel que nós exercemos na nossa vida, acredito que seja de sermos mediadores da paz com nossos filhos, com nossos esposos,  nossos trabalhos e com nossos vizinhos. Que nós possamos sempre transmitir essa paz às pessoas com quem nós convivemos no nosso dia a dia”, declarou.

    A secretária municipal de Educação, Helena de Menezes compareceu representando o prefeito, Donizete Antônio dos Santos no evento. Na sua fala, pediu união. “Que a gente possa se unir para que os nossos direitos sejam conservados”, disse. O vereador Reginaldo Palma discursou em nome dos demais vereadores. Além de falar um poema em homenagem às mulheres, fez questão de lembrar de personalidades importantes do município, que já se foram, mas que participaram da construção da cidade. A mãe dele, Josina da Palma Bezerra, a professora Dona Rosarinha Bezerra e Edith Borba.

    A palestra Mulher nos Dias Atuais da enfermeira Maria Dinair foi o canal de transmissão dessa mensagem positiva ao público. A dinâmica e interação foi iniciada com um minuto de silêncio e reconhecimento à chacina ocorrida na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, nesta semana. Apesar de tantos motivos para comemorar, a violência, que assombra e mata mulheres em todo o país também foi destacada pela convidada. Não esquecendo do que as mulheres do passado fizeram lá atrás e mostrando os objetivos que as elas miram para o futuro, Dinair ressaltou que está faltando amor nas pessoas ou a capacidade de demonstrar esse sentimento nobre, não só pelas mulheres mas por todos de uma maneira geral.

    “Nós queremos receber elogios, ser presenteadas, que as datas importantes sejam comemoradas. Nós mulheres temos a necessidade de conversar e, se a gente não é ouvida a gente adoece”, disse. A falta de tempo para tudo é outro sério problema enfrentado pelas famílias, atualmente. Parece que as facilidades trazidas pelas tecnologias acabaram afastando as pessoas. Na visão da enfermeira, a delicadeza que está faltando a todos e que, às vezes, a própria mulher esquece, no decorrer da rotina acelerada, faz com que toda a família sofra, mas quem mais sofre com isso é a mulher, que além de acumular tantas funções ao longo do dia, ainda precisa lidar com salários inferiores aos dos homens e outros tipos de preconceitos. Dinair deu a dica para encarar isso tudo sem perder a alegria e manter a autoestima lá em cima. “Não podemos depositar a nossa felicidade no outro. A gente tem que ser feliz com a gente mesmas. Você não pode sofrer isolada em casa esperando que o marido te faça feliz”, alertou.

    Segundo a enfermeira, muitas mulheres tomam medicamentos controlados e frequentam demasiadamente os consultórios médicos, mas, o tratamento pode estar na mudança de hábitos. “Saúde é atividade física, é se relacionar, sair com os amigos, rir. Nada melhor do que rir”, disse. Ao final da palestra, Dinair leu o poema Semeando Otimismo de Cora Coralina junto com o público.

    “Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende. Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir.”, Cora Coralina. A palestrante pediu para que a música Clareou de Diogo Nogueira fosse tocada para que o público cantasse junto.

    Brindes

    Em parceria com os comerciantes locais, da entrada da festa até o final do evento, as mulheres foram presenteadas. Bombons e mais de 60 brindes foram entregues. Tinha, perfumes, roupas, cremes, vale salão de beleza, entre outras coisas que elas adoram. Também foram parceiros no evento, a Secretaria Municipal de Saúde e a Adabem (Associação Damas do Bem). Para finalizar em grande estilo foi servido um delicioso jantar ao público.

     

    Solidariedade

    Mesmo em dia de festa é preciso lembrar de quem carece de ajuda. Para colaborar no abastecimento da despensa do Centro de Convivência de Idosos Sr. do Bonfim, o público doou mais de 30 quilos de alimentos não perecíveis.

    Da direita para a esquerda, a responsável pelas finanças do Centro de Convivência de Idosos Sr. do Bonfim, Jacira Ferreira e a enfermeira Ivonete Guimarães
    Vereadoras e servidoras da Câmara Municipal de Bonfinópolis de Minas
    Os brindes distribuídos


    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES