20.5 C
Brasília
quarta-feira, maio 22, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Casal comemora evolução com ATeG Fruticultura em Bonfinópolis de Minas

    O casal Luiz Henrique Maia de Souza e Laura Aparecida Alves já comemora bons resultados com a produção de maracujá, dois anos após ingressar na atividade. O Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Sistema FAEMG tem papel fundamental na evolução dos pequenos produtores.

    “Somos de Sete Lagoas, mas adquirimos a propriedade em Bonfinópolis de Minas e começamos a produzir o maracujá. Entramos para o ATeG Fruticultura em 2020 e estamos muito satisfeitos. Se não fosse o programa, não estaria dando certo. Esse acompanhamento e incentivo que recebemos fazem toda a diferença”, afirmou Luiz Henrique.

    O cultivo começou em uma área de meio hectare e, atualmente, já dobrou de tamanho. O casal implantou sistema de irrigação e iniciou o plantio de limão em consórcio com o maracujá. Eles começaram vendendo a fruta por R$ 3 o quilo e, hoje, vendem a polpa processada, a R$ 12 o quilo, obtendo cerca de quatro vezes mais de lucro.

    “O investimento inicial foi alto, mas, já na primeira safra, conseguimos pagar todas as contas e ainda sobrou. Valeu tanto a pena que estamos investindo mais para ampliar a produção”, destacou.

    Em Bonfinópolis de Minas, o ATeG Fruticultura conta com a parceria da Central das Associações da Agricultura Familiar (CAAFBOM), contemplando 29 produtores. O técnico responsável pelos atendimentos no município é Mário Lúcio Soares.

    “Disposição eles já tinham. O programa veio para agregar o conhecimento. Nas pequenas e médias propriedades, ainda falta técnica e gestão. As informações e tecnologias demoram a chegar nesses locais, e muitos desses produtores começam projetos que já estão fadados ao insucesso. Por isso, o Sistema FAEMG tem sido tão importante para esses produtores, levando o conhecimento até eles”.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES