20.5 C
Brasília
quinta-feira, julho 25, 2024
Banner Anuncio
Mais...

    Empresário de Unaí está preso por agredir a enteada. Mas até quando?

    O homem, que também é ex-vereador de Unaí, está na cadeia aguardando a decisão da Justiça

    No último domingo (27), em Unaí (MG), uma jovem de 17 anos foi parar no hospital com o nariz quebrado pelo padrasto. José Batista de Araújo é ex-vereador e um dos principais empresários da cidade nos ramos de confecção e materiais de construção. Segundo relato da esposa, esse não é o primeiro caso de agressão na casa da família. Dessa vez, a jovem tentava separar uma briga entre o casal, chamando a atenção dos vizinhos. Isso não agradou o dono das Lojas do Zico, que não hesitou em medir forças com a menina.

    Bastante abalada, a menor divulgou um vídeo nas redes sociais.

    O delegado Marcos Tadeu afirmou, na manhã desta terça-feira (29), que o ex-vereador foi autuado em flagrante por lesão corporal dentro do âmbito de violência doméstica, que se enquadra no artigo 129, parágrafo 9º do Código Penal. “O inquérito está sendo analisado pelo Poder Judiciário. Agora é com o juiz”, comentou, o delegado de Unaí. Mas, conforme repercussão do caso nas redes sociais, a população teme pela impunidade do agressor, pelo poder aquisitivo e influência dele na cidade.

    Parece que tem algo errado com uma parcela dos homens no Brasil. Eles estão retrocedendo no processo de reconhecimento do papel da mulher no mundo e do quanto avançaram no mercado de trabalho e na sociedade, quando o assunto é a conquista de um espaço, que sempre foi delas, mas que somente nas últimas décadas começaram a ocupar esse espaço, e ir além disso, estando no lugar em que elas quiserem, fazendo o que desejam realizar. Os casos de violência e feminicídio crescem assustadoramente em todo o país. Mulheres de todas as idades estão se tornando vítimas desses crimes. Desentendimentos entre casais e a falta de aceitação pelo fim do relacionamento, por parte dos homens, são as principais causas do crescimento dessas estimativas. O respeito cabe a pessoas de todos os sexos, mas, o machismo parece querer imperar, como já foi um dia.

    A conferir.



    Sobre Ana Paula Oliveira
    Jornalista formada em Brasília tendo a Capital Federal como principal cenário de atuação nos segmentos de revista, internet, jornalismo impresso e assessoria de imprensa. Infraero, Engenho Comunicação, Portal Fato Online e Câmara em Pauta, Revista BNC, Assessoria de Comunicação do Sesc-DF, Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Rádio Nacional da Amazônia e Jornal GuaráHOJE/Cidades são algumas das empresas nas quais teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos renomados nomes do jornalismo no Brasil, e não perdeu nenhuma chance de aprender com esses profissionais. Na televisão, atuou na TV local de Patos de Minas em 2017, além de experiências acadêmicas.
    Ana Paula Oliveira nasceu em Bonfinópolis de Minas e foi morar em Brasília aos 14 anos e retorna à cidade natal em 2018. Durante os 20 anos em que passou na capital, a bonfinopolitana não desperdiçou as chances de crescer como pessoa e também como profissional, com garra e determinação. Além disso, conquistou algo não menos fundamental na sua caminhada: amigos. Isso mesmo. Para a jornalista não ter verdadeiros amigos significa ter uma vida vazia. E, com certeza, esse é um dos seus objetivos, fazer novos amigos nessa nova jornada da vida..

    Destaques

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    redes sociais

    0FãsCurtir
    0SeguidoresSeguir

    RECENTES